Clínica FísiMa 02

O pilates é um método de alongamento e exercícios físicos capaz de restabelecer e aumentar a flexibilidade, forca muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir lesões.

O método foi criado e desenvolvido por Joseph Hubertus Pilates entre 1880-1967. Joseph desde criança tinha sua saúde debilitada e assim se interessou por estudar anatomia humana, fisiologia, cultura física, mergulho, esqui e ginástica. Durante a Primeira Guerra Mundial Joseph utilizou de seus conhecimentos para ajudar os feridos em suas próprias macas.

"O Método Pilates originalmente se divide em exercícios de solo e em aparelhos. Exercícios de solo: são feitos no chão, deitado, sentado ou em pé. Exercícios com aparelhos: São feitos com os aparelhos criados por Joseph Pilates, os quais utilizam molas, que assistem e resistem aos movimentos". (BARRA e ARAUJO, 2007, p. 8)

O método é baseado em seis princípios básicos:

  • Concentração: a atenção dispensada na realização do exercício é destacada ao aprendizado motor, que é o grande objetivo da técnica, uma vez que durante todo o exercício a atenção é voltada para cada parte do corpo, para que o movimento seja desenvolvido com maior eficiência possível.
  • Controle: é importante a preocupação com o controle de todos os movimentos para melhorar a coordenação motora, evitando contrações musculares inadequadas ou indesejáveis, a coordenação é integração da atividade motora de todo o corpo, visando um padrão suave e harmônico do movimento.
  • Precisão: é muito importante na qualidade do movimento, sobretudo ao realinhamento postural do corpo, trata-se do refinamento do controle e equilíbrio de diferentes músculos envolvidos no movimento.
  • Centramento: o centro de força é o foco para o controle corporal, onde forma uma estrutura de suporte responsável pela sustentação da coluna e órgãos internos. O fortalecimento da musculatura do centro de força (as 4 camadas abdominais, eretores profundos da espinha, extensores e flexores do quadril e os músculos que compõe o perínio) proporcionam a estabilização do tronco e o alinhamento biomecânico com menor gasto energético aos movimentos.
  • Respiração: segundo Craig (2003) Joseph Pilates afirmava que normalmente respiramos errado e usamos apenas uma parte da capacidade do pulmão, por isso neste método a respiração é fator primordial no movimento, o ciclo respiratório proposto ocorre na seguinte ordem: inspiração torácica, expiração do tórax superior, expiração do tórax inferior, expiração abdominal, onde o ciclo deve ser sincronizado ao tempo da ação muscular.
  • Movimento fluido: para evitar choques com o solo, movimentos pesados e desperdício de energia, o movimento deve ser de forma controlada e continua, devem exibir qualidade de fluidez e leveza, que absorvam os impactos do corpo com o solo e que usem a inércia, contribuindo para a manutenção da saúde do corpo.

Esses exercícios são realizados em turmas de 3 a 4 alunos por horário supervisionados por profissional qualificado.