OS DANOS CAUSADOS PELOS RAIOS ULTRAVIOLETAS

postado em: Artigos | 0

Protetor SolarBoa tarde! Apesar do tempo frio pelo qual estamos passando os raios ultravioletas estão sendo emitidos sobre nós. Hoje abordaremos os danos causados por esses raios.

Os raios ultravioletas provocam alterações estruturais no DNA das células oxida os lipídios e produz perigosos radicais livres, causa inflamação, rompe a comunicação celular, modifica a expressão dos genes em resposta ao estresse e enfraquece a resposta imune da pele. Além disso, os raios UV são causadores de queimaduras, envelhecimento precoce e câncer de pele.

A exposição solar pode causar 5 danos aos indivíduos de pele normal:

1. os efeitos agudos (queimadura solar, fototoxicidade induzida por medicamentos);
2. os riscos a longo prazo da exposição descontrolada e repetida resultando no desenvolvimento de modificações actínicas ou dermatohelioses (rugas, envelhecimento precoce da pele, adelgaçamento irregular da epiderme, telangiectasias,
máculas hiperpigmentadas);
3. o desenvolvimento de lesões pré-malignas (ceratoses solares) e malignas (carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanomas);
4. a conseqüência do dano fotoquímico cumulativo aos olhos desprotegidos resultando no escurecimento das lentes (envelhecimento da lente) e formação de catarata nuclear;
5. a alteração da resposta imune e da função e distribuição dos componentes do sistema imunológico causando uma incompetência imune seletiva.

Os raios ultravioletas são divididos em UVC, UVA e UVB. Os raios UVC são extremamente lesivos a pele humana, podendo causar efeitos mutantes e cancerígenos, mas a grande parte desses raios é retida na camada de ozônio, apenas uma pequena quantidade é capaz de atingir os homens. Os raios UVB são responsáveis por queimar, manchar e descamar a pele. A radiação UVA dificilmente causa eritema na pele, mas possui uma penetração muito maior que os raios UVB. Induz a pigmentação da pele promovendo o bronzeamento por meio do escurecimento da melanina pela fotoxidação da leucomelanina, localizada nas células das camadas externas da epiderme2. É mais abundante que a radiação UVB na superfície terrestre (UVA 95%,UVB 5%). Histologicamente causa danos ao sistema vascular.

Os fotoprotetores ou protetor solar foram criados para formar uma barreira ou um filme na pele impedindo ou minimizando a penetração dos raios ultravioletas. Para executar essa função da maneira correta é necessário que apresente proteção contra os raios UVB e UVA. As maiorias dos protetores não informam a proteção contra os raios UVA sendo esses os principais causadores do câncer de pele.
Portanto, cuidado na hora de comprar o seu fotoprotetor! Observe cada informação presente no rótulo ou na bula e caso falte alguma delas parta para outro.

Fontes:
– Davolos, J.F.M; Correa, M.A..Protetores Solares. Química Nova, volume 30, 2007.
– Araujo, T.S.; Souza, S.O.. Protetores Solares e os Efeitos da Radiação Ultravioleta. Scientia Plena, volume 4, número 11, 2008.
– Juchem, P.P; Hochberg, J.; Winogron, A.; Ardenghy, M.; English, R..Riscos a saúde da Radiação Ultravioleta. Revista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, volume 13, numero 2, 1998.

Deixe uma resposta